Projeto de Extensão - Popularização da Geotecnia Ambiental: RESÍDUOS!

Atualmente, nosso planeta vem sofrendo diversos problemas, que devemos não só nos preocupar, mas também tomar providências imediatas para que possamos deixar um futuro promissor as próximas gerações.


Os problemas gerados pelos resíduos sólidos é um tema que tratamos principalmente no curso de Engenharia Ambiental e Sanitária, mas também na Engenharia Civil. Essa é uma preocupação que todos devem ter! Nesse contexto, voltamos a Escola São Vicente de Paula, para mais uma visita com muita troca de conhecimento.

Figura 1: Bate papo introdutório com os alunos.

Em nossa última ida a escola, introduzimos os conceitos básicos de resíduos sólidos: como fonte de produção, classificações, diferença entre resíduos e rejeitos (e você sabe qual a diferença?) e por fim qual as destinações corretas que devemos dar ao nosso lixo, destacando também as principais diferenças entre entre lixões e aterros sanitários.


No início da aula, de forma a introduzir o assunto de forma dinâmica, os alunos apresentaram à turma uma breve pesquisa que pedimos a eles anteriormente que fosse feita juntamente com seus respectivos grupos. Assim, conseguimos discutir de forma descontraída sobre algumas fontes de geração de resíduos e compreender um pouco sobre o conhecimento dos alunos sobre o tema.

Figura 2: Apresentação e explicação sobre destinação correta para os resíduos.

Logo após o bate papo, fizemos uma breve apresentação, onde foi apresentado a problemática dos resíduos nos dias atuais. Como nas fotos apresentadas aos alunos, vimos o nítido descaso de parte da população em dar uma correta destinação ao seu lixo. Dessa forma, eles conseguiram enquadrar nossas discussões e questionamentos em suas realidades.


Em seguida, abordamos alguns conceitos, como por exemplo, como os resíduos são classificados de acordo com a norma NBR 10004 de 2004 da ABNT, que são: Resíduos perigosos (Classe 1) e Resíduos não perigosos (Classe 2A- Inertes) e (Classe 2B- Não inertes).

Além disso, foi explicado a diferença entre resíduo e rejeito. Os resíduos devem ser

reaproveitados e reciclados, pois possuem valor econômico agregado, apenas os rejeitos devem ter disposição final, através de soluções ambientalmente adequada. Mostramos a eles também, de forma detalhada, as formas de destinações ambientalmente adequadas para os resíduos (Reutilização, Reciclagem, Compostagem e Incineração) e qual a disposição final correta para o rejeito (Aterros sanitários).

Figura 3: Explicação da diferença entre aterros sanitários e lixões.

Ao final da apresentação, tivemos uma discussão muito importante sobre as principais diferenças entre aterros sanitários, que são obras de engenharia projetadas de forma a dispor o rejeito de forma mais ambientalmente correta possível, e os lixões, que ao contrário do anterior, os resíduos são dispostos de maneira inadequada, sem nenhuma medida de proteção ao meio ambiente. Tais conceitos foram apresentados em forma de figuras um esquema simplificado e didático para a compreensão de todos.




  • Facebook
  • Instagram