Série de postagens sobre Compostagem



O processo de compostagem é cheio de questões que faz com que as pessoas se desanimem de fazer em casa. A maioria pensa assim: “Já gasto dinheiro com tanta coisa, preciso gastar com lixo também?” ou ainda “Tem quem pegue meu lixo pois pago imposto e ele é levado para o aterro, onde é um local ideal de destinação final, não preciso me preocupar com isso!”. Este último, de fato, tem um pouco de verdade pois o aterro sanitário, quando operado corretamente, destina e trata de maneira efetiva os resíduos. Mas como a produção de resíduos acompanha o crescimento da economia, será cada vez mais necessário a busca por novas áreas para se construir novos aterros até que um dia pode faltar locais adequados. Além do fato de que, por existirem pouquíssimos aterros que completaram sua vida útil no Brasil até o presente momento, não sabemos realmente se essa obra de engenharia será segura, eficientemente monitorada por anos após seus fechamento e remediada caso necessário, conforme afirma as grandes empresas.


Mas voltando, vamos tentar desmistificar algumas práticas curiosas que permeiam o processo de compostagem que provavelmente você nunca ouviu falar. Vamos lá?

1) O processo é muito difícil de ser feito


MITO

Fazer compostagem é um processo natural, simples e fácil de ser feito! O procedimento de degradação microbiológica da matéria orgânica é puramente natural e as tarefas que devemos fazer se baseia basicamente no controle da umidade (necessitando colocar mais ou menos serragem ou folhas secas), revolvimento (podendo ser feito por meio do uso de uma pá de jardinagem ou com as próprias mãos) e pelo controle do que pode e o que não pode ser colocado na composteira. Além disso, é necessário se preocupar com o tipo de compostagem a ser adotado, como em leiras, garrafa pet ou em baldes.


Figura 1. Composto. Disponível em:

http://www.deangelina.com.br/2019/06/23/compostagem-como-fazer-em-casa/


2) Precisa de muita exatidão de medidas para ocorrer


MITO


Para se criar compostos de qualidade, é só misturar materiais úmidos (restos de cozinha, grama recém cortada) com secos (folhas secas, grama seca, papelão cortado, serragem). Existem certos tipos de alimentos que também devem ser evitados, como cozidos, carne e laticínios, mas todos os orgânicos podem e devem ser colocados na composteira, sendo indicado que sejam picados antes para que o processo seja facilitado.

Figura 2. Resíduos orgânicos sendo depositados em composteiras em leiras. Disponível em:

http://legado.brasil.gov.br/noticias/meio-ambiente/2017/06/cartilha-online-oferece-dicas-para-compostagem-de-lixo


3) Demora muito para o composto ficar pronto


MITO


É importante que sejam tomadas as medidas necessárias de aeração, revolvimento e corte dos alimentos para que se viabilize o processo, o qual dura em média 2 meses para se degradar completamente. Esse tempo pode variar dependendo do que é colocado na composteira, como caroços grandes de frutas e espigas de milho. Há quem triture no processador os restos de cozinha antes de adicionar à composteira, acelerando muito a decomposição.

Figura 3. Composto. Disponível em: https://revistagloborural.globo.com/Noticias/Sustentabilidade/noticia/2018/02/o-que-e-compostagem-e-como-faze-la-em-casa.html


4) Precisa de muito espaço


MITO


Para pessoas que moram em espaços pequenos, o ideal é que seja feito a composteiras em baldes ou que sejam compradas composteiras de menor porte que não ocupem muitos espaços. Elas podem até ser usadas como objeto de decoração, olha só:

Figura 4: Composteira domestica. Disponível em: https://www.conviverde.com.br/compostagem/#iLightbox[image_carousel_1]/2


Figura 5: Composteira domestica. Disponível em: https://www.ecycle.com.br/2344-compostagem-domestica-composteira-domestica-caseira-onde-comprar


Figura 6: Composteira automática doméstica. Disponível em: http://www.semagro.ms.gov.br/6204/


5) O processo gera mau cheiro


MITO


Se o composto cheirar mal isso é um indício que o processo está indo por uma via anaeróbia (excesso de nitrogênio), liberando subprodutos como o metano que possui um odor desagradável, podendo atrair moscas e outros insetos indesejados. Composto saudável deve cheirar como terra, um cheiro suave. É sempre necessário revirar o composto (semanalmente) para que circule oxigênio e bactérias aeróbicas prevaleçam, diminuindo o odor. Além disso, a umidade pode ser controlada adicionando mais materiais secos (ricos em carbono), como papelão, serragem e folhas secas.


6) Preciso de comprar minhocas


MITO


A utilização de minhocas californianas acelera o processo de compostagem, mas não precisam ser usadas necessariamente. Pela compostagem aeróbia, os orgânicos vão se instalar ali e fazer o processo acontecer, porém este pode demorar um pouco mais de tempo.

Figura 7. Vermicompostagem. Disponível em: https://revistaembarque.com/aeroportos/restos-de-alimentos-reciclados-devem-gerar-mais-de-us-1-milhao-a-aeroporto-nos-eua/


7) Pode dar fungos, bolores ou formigas


VERDADE


Apesar de não prejudicarem o processo, fungos e bolores fazem parte do processo de decomposição de alguns tipos de alimentos, especialmente os mais ácidos. Porém, isso pode ser um indicativo de que está faltando matéria no composto. Assim, basta adicionar serragem, folhas, grama e palha no composto e revolvê-lo. A presença de formigas pode ser um indicativo de falta de umidade. As formigas são atraídas pelas frutas açucaradas, como a melancia por exemplo, e elas invadem a composteira para procurar substrato para levar para os seus ninhos. Tente revirar mais o composto para distribuir melhor a umidade. Se for pouca quantidade, pode até jogar um pouco de água por cima que com certeza elas vão embora.

Figura 8. Fungo na Composteira. Disponível em: https://br.pinterest.com/pin/79657487138242903/


8) Devo jogar água sempre


MITO


Caso haja uma pequena produção de resíduos e você perceber que seu composto está seco, você pode jogar algumas gotas de água proporcionando o aumento da umidade. A falta dela prejudica a ação dos microrganismos além de poder causar o ressecamento das glândulas das minhocas, levando-as à morte.


9) As minhocas desempenham um importante papel ambiental


VERDADE


As minhocas fazem o trabalho de fragmentação da matéria orgânica, expelindo cerca de 60% do que consumiu na forma de húmus, garantindo a renovação do ciclo de vida e facilitando a decomposição pelos micro-organismo gerando o enriquecimento nutricional do solo. Permite a movimentação do solo, facilitando a aeração e criando caminhos que facilitem a drenagem da água. Além disso, controla a toxicidade do solo, propicia a correção dos excessos de alumínio, ferro e manganês e aumenta a resistência das plantas a pragas e doenças.


10) Posso garantir renda com compostagem


VERDADE


É crescente o surgimento de empresas no ramo da compostagem mas isso pode ser feito em casa também! A venda do composto, que serve como adubo para plantações é extremamente viável pois trata-se de um material de extremo valor nutricional e livre de aditivos químicos, além de não necessitar de grandes cuidados para ser formado. Além disso, o biofertilizante também pode ser vendido e possui a vantagem de render muito, já que este deve ser diluído em água devido a sua alta concentração.

Figura 9: Biofertilizante. Disponível em: https://www.elo7.com.br/biofertilizante-chorume/dp/CD1D4B

Figura 10: Composto para ser usado como adubo. Disponível em: https://projetodraft.com/a-videverde-ganha-dinheiro-com-o-que-parece-mas-nao-e-lixo-compostagem-em-escala-industrial/


Conta para a gente, qual você não sabia?




0 visualização
  • Facebook
  • Instagram