Série Obras - Introdução

No post de hoje falaremos um pouco sobre FUNDAÇÕES e OBRAS DE TERRA, áreas que exigem grande conhecimento de Geologia e Geotecnia.


FUNDAÇÃO é a parte de uma estrutura responsável por transmitir as cargas da obra ao terreno em que está apoiada, podendo ser construída tanto de material natural, como no caso de fundações de barragens, ou de material artificial, geralmente usado em fundações de edifícios.


Já as OBRAS DE TERRA podem ser entendidas como “estruturas” na qual o solo e a rocha são os materiais usados na sua construção. Barragens de terra e de enrocamento, compactação de aterros, muros de arrimo e terraplanagem são algumas das OBRAS DE TERRA mais comuns.

Foto 1: Nurek Dam uma das barragens de terra mais altas do mundo, com cerca de 300 m de altura. Faz o barramento do Rio Vakhsh , no Tajiquistão (fonte: https://img.youtube.com/vi/9DQ003mi8uA/0.jpg)

Antes de qualquer obra, o conhecimento das condições e características do subsolo é fundamental. Para que possa ser feita a descrição do solo, obter informações da presença de água e conhecer a espessura das camadas, é necessário fazer uma prospecção geotécnica e retirar amostras, que nada mais é que uma investigação do solo. O conhecimento geológico nessa fase é muito importante, portanto, o entendimento de minerais, rochas e solos torna-se indispensável.


Para essa investigação realizam-se ensaios. No Brasil, o ensaio direto (mais tarde vamos explicar sobre as diferenças entre os ensaios!) mais comum é o SPT, também conhecido como sondagem de simples reconhecimento, que identifica camadas e materiais no subsolo.

Foto 2: Ensaio SPT https://www.engenhariacivil.com/ensaio-penetracao-dinamica-spt-vantagens-limitacoes

Outro exemplo de obra de engenharia que é necessário o prévio conhecimento do solo são os aterros sanitários. Por falar em aterros sanitários, você sabe qual a diferença entre eles, os lixões e os aterros controlados?


Fique de olho nas nossas próximas postagens!

  • Facebook
  • Instagram