Titânio: aplicações e propriedades



O titânio é um mineral classificado como elemento nativo, classificado como metálico não ferroso leve. Possui brilho prateado, alta resistência mecânica e é bastante resistente à corrosão. "O titânio é usado na indústria principalmente sob forma de óxido, cloreto e metal. O maior emprego dos pigmentos de dióxidos de titânio (+/- 50%) é na fabricação de tintas vernizes, devido ao seu alto índice de refração, opacidade, poder de encobrir imperfeições das superfícies onde são aplicados, inércia química e toxicidade nula. O segundo maior campo é na indústria de papel, na fabricação de papel fotográfico e de todo tipo de papel para impressão, exceto de jornal. Outras grandes aplicações são na indústria de plástico e outras, como borrachas de pneus, esmaltes para porcelanas, encerados, revestimentos de paredes e fibras de vidros." (Arnaldo Maia, Balanço Mineral Brasileiro, 2001).



O principal depósito de minério de titânio no Brasil é o óxido de titânio anatásio (TiO2), que ficou maior conhecido depois de sua descoberta em nosso país. Ele possui interesse econômico e se apresenta na cor castanha no estado natural, contendo de 98,4 a 99,8% de TiO2. Sua massa específica é de 3,9 g/cm3 , tendo dureza variando de 5,5 a 6,0, e brilho adamantino (Arnaldo Maia, Balanço Mineral Brasileiro, 2001).



"O Brasil detém as maiores reservas de anatásio até hoje conhecidas no mundo, avaliadas em torno de 440 milhões de toneladas, com teores médios de 17,7% de TiO2, associado a fosfato, nióbio e terras raras. As reservas estão localizadas nos municípios de Patrocínio e Tabira (MG), e Catalão (GO). Essas áreas têm como titular a CVRD, que desenvolve trabalhos de pesquisas geológicas e tecnológicas desde 1972. Durante a fase pré-piloto da pesquisa e face à inexistência de tecnologia “cloreto” de industrialização do titânio no Brasil, a CVRD estabeleceu entendimentos com empresas detentoras da tecnologia “cloreto”, dentre elas a Dupont, Bayer, New Jersey Zinc. O resultado deste esforço foi a confirmação da viabilidade técnica de utilização do anatásio como alternativa ao rutilo em nível de laboratório. São também conhecidas ocorrências de anatásio no Estado do Pará. Embora não exista produção comercializada, há uma variação das reservas de anatásio devido à produção do mesmo como subproduto, que é estocada, tendo também ocorrido uma reavaliação de reservas entre 1990 e 1992, em decorrência do maior conhecimento da jazida" (Arnaldo Maia, Balanço Mineral Brasileiro, 2001).

"O maior emprego dos pigmentos de dióxidos de titânio (+/- 50%) é na fabricação de tintas vernizes, devido ao seu alto índice de refração, opacidade, poder de encobrir imperfeições das superfícies onde são aplicados, inércia química e toxicidade nula. O segundo maior campo é na indústria de papel, na fabricação de papel fotográfico e de todo tipo de papel para impressão, exceto de jornal. Outras grandes aplicações são na indústria de plástico e outras, como borrachas de pneus, esmaltes para porcelanas, encerados, revestimentos de paredes e fibras de vidros"(Arnaldo Maia, Balanço Mineral Brasileiro, 2001).





Para mais segue o link de onde tiramos as referências:

http://www.dnpm.gov.br/dnpm/paginas/balanco-mineral/arquivos/balanco-mineral-brasileiro-2001-titanio




0 visualização
  • Facebook
  • Instagram