Our Recent Posts

Archive

Tags

A influencia de cada rocha em escaladas

Os diferentes tipos de rochas são um dos principais tópicos dos assuntos entre escaladores. Ter maior aderência, ser mais firme, mais ousada, que precisa de mais concentração, são características das escaladas que dependem da formação de cada rocha, e é possível aprender muito sobre cada uma delas a partir disso.

Em relação a isso, existem muitos pontos de aprendizados geológicos que precisam passar nas mãos de um escalador, e nos ajuda a compreender ainda mais a formação de cada uma dessas rochas.


Figura 1: Escaladora em uma rocha de estrutura complicada. Fonte: Chimarocks


Primeiramente, o que interessa para um escalador: aderência. Logo, é necessário entender várias propriedades de uma rocha, como permeabilidade, estrutura da rocha, formação e textura.

Rochas sedimentares possuem maior permeabilidade, logo, conglomerados, calcários e arenitos (figura 2) terão maior aderência ao escalador. Além disso, a porosidade delas fazem com que sejam rochas susceptíveis a erosão e intemperismo, permitindo que além de uma boa aderência, existam bastantes lugares para apoio e ajude o escalador a variar seu posicionamento.


Figura 2: Escalador em uma rocha de Arenito. Fonte:Escalada Granada


Inclusive, a porosidade é o grande motivo dos escaladores escovarem as rochas, como na figura 3. O uso de magnésio nas mãos para evitar perder a aderência devido ao suor, pode gerar acúmulos na rocha e diminuir sua porosidade. Por isso, é importante o escalador levar a escova para manter a rocha intacta.

Figura 3: Escovação necessária em uma rocha durante a escalada. Fonte: Blog Descalada


Porém, a permeabilidade não é o único fator que deve ser levado em conta. Um grande exemplo disso são as rochas ígneas, que possuem menor permeabilidade. Por conta desse fato, a rocha basalto , na figura 4, possui pouca aderência, se tornando uma rocha muito escorregadia e que pode causar certo risco ao escalador.


Figura 4: Escaladora em uma rocha de basalto. Fonte: Chimarocks


Mas a figura 5 mostra o granito, que mesmo sendo uma rocha ígnea, não sofre com essa perda de aderência devido a sua formação. O lento resfriamento do magma, faz com que a rocha forme cristais de diferente texturas, e permite que a aderência seja mantida, mesmo com uma permeabilidade baixa.


Figura 5: Escalador em uma rocha de granito. Fonte: Escalada Granada


Já as rochas metamórficas são as que produzem os maiores problemas aos escaladores. O quartzito, na figura 6, é o exemplo mais claro. A estrutura da rocha se mantém lisa e sólida, o que dificulta o encaixe e deixa o posicionamento instável. Somado a isso, a porosidade das rochas metamórficas é baixa, o que não permite a aderência necessária e causa um pouco mais de problemas aos escaladores.


Figura 6: Escalador em uma rocha de quartzito. Blog Descalada


A partir dessas informações, é possível perceber o quanto de informação pode ser armazenada e deve ser avaliada por um escalador quando começar o processo de escalada. Aprender, entender e respeitar os processos geológicos, garante o sucesso e a segurança de um bom escalador.